SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Primeiro parque eólico flutuante do mundo acaba de ser inaugurado na Escócia

Por| 20 de Outubro de 2017 às 13h33

Link copiado!

Primeiro parque eólico flutuante do mundo acaba de ser inaugurado na Escócia
Primeiro parque eólico flutuante do mundo acaba de ser inaugurado na Escócia

Acaba de ser inaugurado na Escócia o primeiro parque eólico flutuante do mundo. Apelidado de Hywind Scotland, o projeto estava em desenvolvimento desde 2015, e a sua principal finalidade é oferecer eletricidade para a residência de mais de 20 mil famílias, além de contribuir com as metas de combate às mudanças climáticas.

Uma das particularidades do projeto Hywind é que, diferentemente das tecnologias de energia eólicas flutuantes conhecidas, as estruturas podem ser posicionadas em águas de até 800 metros de profundidade. As instalações dos equipamentos foram implementadas próximas à cidade de Peterhead, com centro de operações em Great Yarmouth, no Reino Unido.

Para armazenar toda a energia gerada pelas movimentações das hélices do Hywind, ainda será necessária a implementação de baterias, tarefa que será realizada pela Statoil e pela Masdar Abu Dhabi Future Energy, as duas empresas responsáveis pela construção das estruturas eólicas flutuantes.

Continua após a publicidade

Em testes recentes, a Staoil instalou a bateria Batwind, com capacidade de armazenamento de até 1 megawatt-hora de energia. A ideia é eliminar reduzir a intermitência e otimizar a produção de energia ao máximo. O parque eólico flutuante é capaz de gerar até 30 megawatts.

De acordo com a Statoil, o desafio agora é reduzir os custos do Hywind entre 40 e 60 euros por megawatt-hora até 2030.

"Sabendo que até 80% dos recursos eólicos offshore estão em águas profundas, inadequadas para instalações tradicionais fixadas no fundo, a expectativa é que os parques eólicos offshore flutuantes desempenhem um papel significativo para o crescimento da energia eólica offshore daqui para a frente", explica Irene Rummelhoff, vice-presidente-executiva da área de negócios da Statoil.

Além de estar envolvida na construção da Hywind, a Statoil também possui um parque eólico offshore no Reino Unido, chamado de Dudgeon, atualmente em funcionamento. Outros planos da companhia incluem a joint venture de 40% em um projeto envolvendo a construção de plantas de energia solar no Brasil, com capacidade de gerar 162 megawatts.

Continua após a publicidade

Fonte: SlashGear