Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Receita pede que cidadãos regularizem CPF pela internet para evitar aglomerações

Por| 14 de Abril de 2020 às 10h17

Link copiado!

Receita Federal
Receita Federal
Tudo sobre Receita Federal

A Receita Federal está indicando aos cidadãos brasileiros que busquem os serviços online para regularização do CPF, comparecendo a postos de atendimento emergencial apenas em último caso, quando o processo não puder ser feito pela internet. A ideia é evitar aglomerações e as grandes filas que vêm sendo registradas em sedes do órgão por todo o Brasil desde que o Governo Federal anunciou o auxílio emergencial para os afetados pela crise do novo coronavírus.

Entre os requisitos para recebimento dos valores está a posse de um CPF regularizado, com dados em dia e preenchidos corretamente. No último final de semana, no estado de São Paulo, a Receita Federal realizou um mutirão com mais de 400 servidores, que responderam a mais de 36 mil mensagens de e-mail enviadas por cidadãos a um endereço criado especificamente para lidar remotamente com esse tipo de demanda.

A iniciativa também é parte de uma campanha para evitar a concentração de pessoas em um mesmo local, como foi registrado no dia seguinte à liberação do aplicativo do auxílio emergencial em diversas cidades do Brasil. As cenas mostravam longas filas de cidadãos em busca de regularizar a própria documentação para que pudessem dar entrada no auxílio, após verem uma mensagem de erro no programa, que apontava, justamente, a presença de problemas cadastrais no CPF.

Continua após a publicidade

A primeira orientação é para que os usuários do aplicativo do auxílio emergencial verifique se os dados estão sendo preenchidos corretamente, o que inclui o nome da mãe e pai, bem como a data de nascimento. Como o sistema vem recebendo um grande número de solicitações, erros podem ser exibidos, por isso, outra recomendação é testar o acesso em diferentes momentos do dia para evitar falhas desse tipo.

Persistindo os problemas com CPF no app do auxílio emergencial, a orientação é realizar uma checagem no site da Receita Federal. Caso lá a situação se encontre como “Regular”, os problemas não estão relacionados ao órgão e podem estar ligados a falhas na comunicação com o servidor ou pendências em outras instituições federais.

Aos que precisarem de regularização ou atualização cadastral, a Receita Federal indica o próprio formulário eletrônico, em uma página dedicada a esse processo, ou o chat online, onde atendentes podem prestar informações e indicar o caminho a seguir para normalizar a situação. Em nenhum dos casos, até aqui, é necessária a ida até uma sede do serviço.

Antes de seguir à fila, a Receita indica ao cidadão, ainda, o contato por e-mails corporativos da região fiscal em que ele reside de acordo com esta lista:

  • 1ª Região Fiscal (DF, GO, MT, MS e TO) - atendimentorfb.01@rfb.gov.br
  • 2ª Região Fiscal (AC, AM, AP, PA, RO e RR) - atendimentorfb.02@rfb.gov.br
  • 3ª Região Fiscal (CE, MA e PI) - atendimentorfb.03@rfb.gov.br
  • 4ª Região Fiscal (AL, PB, PE e RN) - atendimentorfb.04@rfb.gov.br
  • 5ª Região Fiscal (BA e SE) - atendimentorfb.05@rfb.gov.br
  • 6ª Região Fiscal (MG) - atendimentorfb.06@rfb.gov.br
  • 7ª Região Fiscal (ES e RJ) - atendimentorfb.07@rfb.gov.br
  • 8ª Região Fiscal (SP) - atendimentorfb.08@rfb.gov.br
  • 9ª Região Fiscal (PR e SC) - atendimentorfb.09@rfb.gov.br
  • 10ª Região Fiscal (RS) - atendimentorfb.10@rfb.gov.br
Continua após a publicidade

Por meios digitais, a Receita Federal pode solicitar dados pessoais ou cópias de documentos como RG, certidão de nascimento, comprovantes de endereço ou título de eleitor, bem como selfies para comprovação de identidade. Fique atento para golpes e tenha a certeza de estar passando as informações apenas ao próprio órgão, de forma a evitar problemas e coibir a ação de bandidos.

Fonte: Agência Brasil